A história do OpenCart

  • danielkerr_opencartOlá, tudo bem? Brunna aqui, novamente.

    Já tem um tempo que eu vinha procurando sobre a história do OpenCart – por motivos didáticos e por curiosidade também – mas notei que essa é uma informação difícil de ser encontrada. Por este motivo resolvi fazer este post. Afinal, depois de fuçar tanto Internet afora consegui reunir algumas coisas aqui e ali, e assim fiquei conhecendo um pouco mais sobre este fantástico sistema de e-commerce que é o OpenCart.

    Vamos lá!

    Há alguns anos atrás, entre 2003 e 2005, um notável desenvolvedor de sistemas chamado Daniel Kerr esteve envolvido no desenvolvimento de uma plataforma de lojas virtuais chamada “osCommerce” (talvez alguns de vocês conheçam). Após ter feito diversas contribuições e módulos para tal sistema ele começou a notar que o desenvolvimento estava se arrastando lentamente. Era um martírio ter que esperar por atualizações, e quando estas vinham eram apenas acréscimos de códigos inúteis. De acordo com o próprio Daniel, era “código lixo em cima de código lixo”.

    Então, assim como muitas ideias e criações incríveis que vemos hoje em dia, o OpenCart nasceu graças a este sentimento de insatisfação com relação aos sistemas vigentes da época. O objetivo de Daniel era simples, mais ousado: algo que fosse fácil de usar, que tivesse um layout agradável e limpo, e que tivesse 90% menos códigos que outros sistemas de e-commerce. Mas além destes, outros objetivos também estavam inclusos na lista, como por exemplo as URLs amigáveis, XHTML e CSS válidos, e também a intenção de que fosse algo orientado a objetos. O sistema no qual Daniel havia trabalhado no passado não tinha essas características.

    Daniel escreveu uma versão prévia do OpenCart em CGI (Common Gateway Interface), mas acabou se extinguindo em 2004. Nesta época ele começou a pensar em um nome ideal para sua solução de comércio eletrônico. Ele queria que o nome evidenciasse o fato de ser um sistema Open Source (de código aberto), então algumas das ideias que passaram pela cabeça dele foram “Live Cart”, “Oscart”… Até que finamente chegou ao conhecido “OpenCart”, acreditando que este era ideal. Na época ele notou que este domínio já tinha sido registrado, mas era um nome muito bom para ser abandonado facilmente, e ele insistiu: começou a mandar emails constantes para o dono do domínio “opencart.com” oferecendo-se para comprar-lo. Em Fevereiro de 2005 Daniel conseguiu fechar pelo valor de 1000 USD’s. Um valor salgado na época para ele, pois estava vivendo com a mãe e não tinha um emprego. Mas certamente valeu à pena.

    opencart_cartEm Novembro do mesmo ano o site finalmente foi a público. Neste período começou o desenvolvimento para a primeira versão oficial do OpenCart, que veio em Janeiro de 2009 como sendo a versão “1.0”. Desde então dezenas de versões e atualizações foram lançadas, sempre visando a melhoria do sistema OpenCart (caso queira ver as ultimas versões lançadas basta acessar este link).

    O OpenCart é hoje um dos principais sistemas open source de lojas virtuais, concorrendo diretamente com Prestashop e Magento. Este sucesso vem crescendo a cada ano, e a promessa é que venha a melhorar cada vez mais nas próximas versões. Os atuais desenvolvedores planejam acrescentar novos recursos até que tenham tudo o que os maiores concorrentes já possuem (e já existem planos para implementação de HTML5 e CSS3 no sistema). O OpenCart está cada vez mais apto para atender a grandes lojas virtuais, e o número de desenvolvedores voltado para ele aumenta vertiginosamente devido à simplicidade do código e da baixa curva de aprendizado necessária para os usuários finais – que são os lojistas e seus clientes.

    Nós estamos acompanhando a evolução deste sistema já há alguns anos e podemos dizer com certeza que a melhoria é significativa a cada versão lançada. Com isso, compreendemos que o sistema OpenCart veio para simplificar (e, porque não, revolucionar) o que conhecíamos à respeito de lojas virtuais. Se conhecer mais curiosidades à respeito, deixe seu comentário. Abraço!




    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




    01/04/2013 | Brunna | Sem Comentários | Tags: