Tutorial de como criar um blog gratuitamente (básico)

  • Olá! Aqui é a Brunna, passando para compartilhar algumas idéias com vocês. 😉

    Você sabia que a criação de um blog é uma das melhores maneiras de conseguir visibilidade na Internet?

    (veja um post que fiz ha um tempo atrás sobre a importância de ter um blog vinculado em sua loja)

    Mas, o que e um blog?

    A ideia de blog começou quase junto com o nascimento da Internet, e se expandiu nos anos 90. Pessoas criavam blogs como uma espécie de diário online, e colocavam na rede (internet) para que outros pudessem ler. Com o tempo, e com a chegada de grandes empresas neste mundo virtual, os blogs começaram a mudar o perfil de “diário” para se tornar um meio fácil e dinâmico de comunicação direta com o consumidor. É que o blog geralmente tem um ar mais despojado que o comum “texto institucional”. No blog podemos fazer postagens de notícias, comentários, dicas, e o que mais vier em nossa mente. E tudo isso pode ser separado em categorias, para facilitar a navegação do usuário.

    Hoje em dia, com os mecanismos de busca cada vez mais avançados (como o Google, por exemplo), ter um blog se tornou cada vez mais vantajoso. Pois, como o blog é um tipo de site que recebe atualizações contantes, os mecanismos de buscas vêem isso como algo bom, e indexam mais facilmente.

    O que colocar num blog?

    Os possíveis assuntos de um blog são infinitos. O único limite é sua imaginação. Mas, em se tratando especificamente de e-commerce, a dica é você fazer posts sobre os produtos que vende (ou sobre algo relacionado aos produtos… ou ambos). Mas não simplesmente posts copiando o conteúdo que já mostra em sua loja (como a descrição técnica do produto)… Falo de você realmente “testar” o produto, comentar em seu blog como consumidor do produto e não como simples vendedor. Usuários da Internet constantemente procuram opiniões de quem já usou o produto antes de ele mesmo fazer a compra. E já pensou se encontrarem a sua opinião sobre um determinado produto? As chances de você vende-lo são maiores!

    Então, no post que você fizer sobre um produto, use e abuse dos elogios, mas seja sempre sincero. Venda o que você realmente acredita (por isso falo para testar o produto antes). Coloque vídeos dos produtos, fotos, etc. E no final, claro, coloque o link para o produto de sua loja, para que a pessoa possa comprar diretamente de você.

    OBS: Caso você esteja disposto a pagar para ter um blog mais personalizado, recomendo que entre em contato com algum programador ou webdesigner que possa te ajudar.

    Como criar um blog gratuitamente?

    Bom, existem diversas plataformas pré-prontas para isso. Mas vou falar aqui da que eu (Brunna) e o Jeann particularmente mais gostamos (e usamos), que é o WordPress. O wordpress é um sistema pré-pronto para a criação de blogs, e é um dos melhores atualmente no mercado. E o melhor: é grátis!

    No exemplo que citarei aqui, você não vai precisar de um domínio e nem de um servidor, pois irá usar os do próprio wordpress. Se puder ter um domínio e servidores próprios, melhor ainda, porém não vou mostrar aqui como fazer isso, pois é algo para outro post. Mas a forma que irei mostrar é também eficaz.

    Primeiramente, acesse: pt-br.wordpress.com

    Estando aí, clique num botão semelhante a esse:

    Pode ser que o botão esteja um pouco diferente no tempo em que você ler isso, pois eles estão sempre atualizando e melhorando o site. Neste caso, procure por algo semelhante e siga em frente.

    Na página que aparecer, perceba que existem instruções ao lado direito de cada campo. É realmente bem intuitivo! No primeiro campo você deverá digitar um nome para seu blog. Neste momento, contenha-se em colocar seu próprio nome, pois é melhor que coloque um nome relevante para o blog. Algo que dê para identificar do que se trata (refiro-me ao assunto principal). Por isso, pense bem nesta hora. Se ainda assim quiser colocar seu próprio nome, tudo bem. Vá em frente.

    Caso apareça um “X” e uma mensagem em vermelho, significa que este nome já existe no banco de dados do WordPress, e você terá que escolher outro (é algo realmente chato quando acontece, pois o nome que a gente dá à primeira vista parece brilhante… mas é bem comum já ter algo registrado, não se chateie por isso):

    Assim que você escolher um nome válido, no lugar do “X” aparecerá um símbolo de “certo” (veja circulado em verde, abaixo):

    Neste momento, o “nome de usuário” se auto-completará. Caso isso não aconteça, você pode escolher um nome de usuário de sua preferência. Como você viu no exemplo acima, eu coloquei o mesmo que o nome do blog (porém, nesta parte sim, se quiser, poderá por seu nome). Lembre-se deste nome de usuário, pois é ele que você usará para efetuar login no painel de controle do blog.

    Em seguida, dê continuidade colocando uma senha. Anote essa senha, ou memorize-a, pois você precisará dela todas as vezes que for acessar o painel administrativo do blog. Em baixo da senha tem um campo “confirmar”. Nesta parte você deve redigitar a sua senha. Caso apareça uma mensagem em vermelho escrito “Passwords must match!” ou “Senhas devem coincidir“, significa que você digitou senhas diferentes acima e abaixo. Elas devem ser iguais. Ah, mas… enquanto você ainda está digitando esta frase pode aparecer também… Digite a senha até o final e provavelmente o sistema verá que se trata da mesma senha digitada no campo de cima. 😉

    Abaixo, coloque um email seu, um que você use com frequência. Tenha certeza de que digitou o email corretamente, pois o WordPress irá enviar ali uma mensagem de confirmação. Verifique pelo menos três vezes se está correto seu email (isso é importante).

    Na parte que pergunta “em qual idioma você vai blogar”, escolha a linguagem de sua preferência. No meu caso, escolhi o “pt-br português do Brasil” (que é o que já estava pré-selecionado). Mais abaixo, existe uma sugestão do WordPress para contratar um serviço pago deles (que é a coluna da esquerda). Mas como estamos ensinando a criar um blog gratuito, escolha o botão da direita, como mostrado abaixo:

    Assim que você clicar naquele botão “criar blog”, a próxima tela terá um aviso pedindo para você verificar seu email para completar o registro. Também sugerirá de você completar seu perfil. Não é obrigatório, mas se quiser, pode preencher os campos e clicar em “Salvar perfil”. Então, cheque a caixa de entrada daquele seu email que você cadastrou. Deverá ter (em seu email) uma mensagem do wordpress com o assunto “Ativar nomedoseublog.wordpress.com”. Caso você não encontre essa mensagem na caixa de entrada, pode ser que ela esteja na caixa de spams. Assim que entrar na mensagem do email vai ter uma mensagem assim (talvez não exatamente igual, mas muito semelhante):

    Clique em “Ativar blog”.

    A página seguinte vai pedir para que você escolha um tema para começar. Este tema é o “template” que comentei mais acima, ou seja, a “roupa” do blog (aparência). Fique tranquilo. Você poderá trocar este tema depois, caso não goste de sua primeira escolha (afinal, é de fato como se fosse uma roupa). Clicando em “Show more themes”, ou “Mostrar mais temas”, outros templates serão exibidos para que você escolha.

    No meu caso, vou clicar em “Não obrigado, vou ficar com o tema padrão por enquanto”:

    A próxima página que aparecer é seu painel administrativo do blog. Mas antes de ver esta parte olhe novamente seu email. Agora que você escolheu seu tema, um outro email foi mandando, com o título “nomedoseublog.wordpress.com é seu! Comece a personalizá-lo agora”, ou algo semelhante. Lembrando que o site do WordPress pode mudar e melhorar o sistema (isso acontece periodicamente), então vá pelo seu lado intuitivo, que deverá ser sempre algo semelhante ao que estou mostrando aqui.

    Este novo email é para lhe auxiliar na criação de seu blog. Então, ao clicar nos links dele você será sempre redirecionado para o painel de controle do WordPress (de seu blog), para que você possa fazer as alterações necessárias. Dentro do painel administrativo, sempre que fizer alguma alteração clique em “Salvar alterações”, para que sua edição seja aplicada.

    Não vou neste post ensinar como mexer no painel administrativo, pois são muitas coisas (sério, daria para fazer um livro só falando sobre isso). Como estes sistemas são intuitivos, você pode “fuçar” e descobrir coisas novas por si mesmo. Só vou me ater aqui em falar o “básico do básico”, que são os posts:

    1. Passando o mouse sobre “Posts” e clicando em “Todos os posts”, você verá uma listagem de todos os posts que você já criou no blog. Como você fez o seu agora, só vai ter um chamado “Hello world” ou “Olá mundo”, que é um post de amostra do WordPress. Você pode edita-lo, apaga-lo ou semplesmente manter ali, como desejar;
    2. Passando o mouse sobre “Posts” e clicando em “Adicionar novo”, você entrará numa página própria para criar um novo post;
    3. Passando o mouse sobre “Posts” e clicando em “Categorias”, você entrará na página para criar categorias. É interessante categorizar seus posts para que fiquem mais organizados. Mas não é obrigatório.

    Das próximas vezes que você quiser entrar no painel administrativo de seu blog, basta digitar no campo de endereço de seu navegador: http://nomedoseublog.wordpress.com/wp-admin

    E para acessar seu blog, entre em: http://nomedoseublog.wordpress.com.

    E, minha ultima dica: quanto mais você se aventurar e desbravar o sistema, melhor. Ele é, em geral, bem intuitivo.

    Bons posts para você!




    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...




    01/08/2012 | Brunna | Sem Comentários | Tags: